Papiando sobre o épico do dia-a-dia !

Arquivo da categoria: Livro

Lançamento – nem tão lançamento assim – nacional e novo selo – Desejo muito sucesso para ambos – E vamos ao que interessa que é falar sobre livros. Quando um misterioso lobo invade Quartzo a procura da garota do reflexo, a pacata e frustrante vida de Eileen adquire um novo sentido. Convocada para uma expedição com outras quatro espécies distintas, estes saem em busca de jóias denominadas acepções, que aprisionam os sentidos de um demônio adormecido, criado para destruir ou mudar por completo os rumos de sua civilização. Nesta jornada épica, repleta de misteriosos acontecimentos, encontra-se Eileen com sua personalidade forte, impetuosa e sagaz, que se vê fragilizada diante de novas perspectivas e conflitos internos que jamais suspeitavam existir. No desenrolar desta emocionante história, a garota anjo se envolve em um emaranhado de descobertas sobre o mundo em que habita; as espécies e dimensões existentes; os segredos sobre sua vida e ainda; se descobre sendo disputada por dois anjos: Nerian o líder de Quartzo e seu prepotente protetor e; Aelle, um anjo de asas branco prateadas, que promete dificultar seus intentos, devido ao seu jeito tempestuoso e desafiador. Tentando colocar ordem nessa profusão de sentimentos dúbios e vibrantes que lhe afloram o ser, a missão de Eileen não se limitará ao resgate das acepções. A garota anjo será obrigada a escolher entre um dos pretendentes, indo contra todos os preceitos impostos por um mundo ao qual todos temem a um único ser maligno. Nem que isso signifique desistir da própria vida, Eileen, terá que encontrar uma chave que lhe prometa uma chance de liberdade em civilizações e mundos paralelos fora de Carbert. Mas para que isso aconteça, ela terá um preço muito alto a pagar. Tal sacrifício valerá a pena!? Começando pela sinopse que é diferente de tudo o que eu estou acostumada e serviu para dar um gás na leitura – Pulando a parte de que estou com Trauma-pós-IM – A capa está muito bem trabalhada e não é para menos né.

Eu já estou morrendo de vontade de ler, vocês não ?

A Editora Bremen é “nova” e ainda não sei muito sobre ela.



Resenha

Estou boquiaberta e sorrindo por motivo nenhum. Na verdade tem motivo sim, acabei A pirâmide Vermelha ( como o titulo sugere ) e estou louca. Muito bom, ser imprevisível foi a melhor coisa do livro. Não imaginei que me apaixonaria por esse livro e tenho que dizer que foi divertido e instrutivo ao mesmo tempo. ( Acho que soei um pouco como a Sadie. Não sei, isso é bom ou ruim ? ). Sinceramente, não vejo As cronicas de Kanme como uma série, me pareceu que terminou e não teve um elo para o próximo livro ( Sim. Não considero os Kane montando um acampamento para treinar novos faraós ).
Admito que estou apaixonada pelo Carter, ele não poderia ser mais fofo e concordo plenamente com a Sadie: Anubis é realmente bonito ( E eu não acredito que eu admiti isso ). Fiquei com um certo trauma do Ketchup, acho que nunca mais vou querer chegar perto, graças à comparação poética da Sadie “Ketchup do Mal”. Isso certamente teve um efeito inesperado.
Mal posso esperar para ler O Trono de Fogo e acho que a curiosidade vai me mata até lá. Achei bem diferente o modo como foi narrado,mesmo tendo ficado meio perdida e tendo que voltar algumas vezes eu realmente gostei, ficou diferente e tirou um pouco do “peso”, não sei explicar achei a leitura mais leve e muito mais agradável.


Resenha

    Terminei de ler ontem de tarde e só vim postar hoje porque passei a sexta feira pensando no que eu gostei e não gostei no livro. Não posso reclamar pois gostei muito do livro mas acho que faltou um pouco de ação, a única coisa que é um pouco mais emocionante é o suspense que o Senhorio Vaughn passa só dos personagens falarem o nome dele. Pela primeira vez ( segunda ) não gostei da protagonista, mesmo admirando as atitudes dela ela e a convicção com a qual ela traças as metas ela dá muito pra trás, acaba se rendendo no final e isso não foi muito agradável. Fiquei triste pela Jenna e não tenho muita coisa contra a Cecily, contra o Gabriel eu tenho tudo mesmo tendo suspirando por ele em muitas partes do livro eu achei ele perfeito demais, não sou muito fã dele não. Eu fui a única coisa que gostou do Linden, acho que inocência dele me cativou mesmo não sendo fã do pai dele. A trama toda em si é boa, não que eu esperasse uma luta ou algo do gênero mais mesmo assim não me agradou muito. Espero que Febre tenha ao menos mais ação. Acho que foi por não ter ação que eu enrolei para termina de ler, no geral foi bom.


Resenha

Terminei de ler as três e quarenta e nove da madrugada e estava rindo à toa. FINALMENTE terminei de ler SAN. Eu amei SAN, de verdade, poderia virar filme porque foi muito bom, eu particularmente adorei o ultimo capítulo sem sombra de duvida porque ao invés de te deixar triste e órfão ele te deixar feliz porque esta entre o que você quer e o que você esperava então é muito bom e eu digo mais se tiver uma continuação eu acho que eles deveriam estar adultos tipo Um Dia ( é só o sonho de uma fã ). Gostei do começo ao fim e sou só elogios para esse livro. Adoro os marotos e não tenho nada contra as abelhas mais eu tenho certeza de uma coisa se eu tivesse que ler no formato de fic sendo atualizado de 15 em 15 dias ou mais eu morreria de tanta ansiedade porque se já com o livro ( e a historia completa ) eu fiquei meio doida imagina ter que esperar para ler o outros capitulo. Bom, vamos continuar falando de coisa boas: O Danny em nem poso comentar muito, O Bruno é um amigo que eu amaria ter, conheço VÁRIOS Freds então nem sei porque senti a falta dele, tive uma relação muito engraçado com o Caio e não acho que seja tão ruim assim … E o Kevin em, vamos que combinar que ele disfarça muito bem.


Resenha

Levei uma semana para ler Em Chamas e eu ainda estou processando as 413 páginas de informação, por isso ESTOU EM CHOQUE ! O que foi isso, estou tão desorientada quando a Kat. Ainda não acredito que isso tudo aconteceu e eu não tenho o Mockingjay. Estou triste, tirando a parte de ter ficado mais alucinada com Peeta e só agora pude perceber o quanto ele é mentiroso. Onde ele vai assim ? E eu nem sei quem é pior, ele que conta ou o resto do mundo que acredito porque vou te falar, esse menino mais parece um pescador. O livro começou muito bem com a Kat mais tonta do que barata em casa e eu não levei muita fé e nem imaginei que ela voltaria aos jogos ( Não sabia porque eu não quis nada a respeito que pudesse estragar então evitei ler qualquer coisa sobre até ter o livro nas mãos e mesmo assim três meses se passaram até eu ler o livro. ) eu pensei até que a Capital chegaria no Distrito 12 com um gips modificados e super poderosos e colocariam ela pra correr e ela descobriria que o Distrito 13 existe por debaixo dos panos e ela esquecia da vida no 12 e enfim: Eu viajei legal e isso daria uma fic. Voltando ao livro, passou e eu fiquei pasma com a cara de pau do presidente snow e super admirei como a vilania dele funcionou até certo ponto. Porem, como nem sempre o mal recebe flores alguma hora ele tinha que se ferrar e super contrataria o Cinna para fazer meu vestido de casamento porque só há uma palavra para     qualificar o Cinna : ÉPICO. Não desmerecendo os outros de forma alguma. Não gostei do Peixe do Distrito 4 e queria ver a Katniss dar umas boas flechadas na aquela lá metida ( fiquei com tanta raiva do personagem que esqueci até o nome da pessoa ), acho que é algo com M. Tá, isso não interessa. Já na segunda parte eu fiquei que nem uma formiga com medo da chuva ( ? ) de todos os parágrafos e virar as páginas porque alem de não ter mockingjay eu fiquei pasma com tudo, foi genial o lança da arena e deve vez não teve nenhuma “falha” tirando o pequeno acontecido no qual o livro acabou e me deixou empaspalhada, Em Chamas é ótimo ( se você já tiver mockingjay, porque nem eu sei quando eu vou comprar o livro … ) em todos os sentidos mesmo tendo me deixado meio sem chão né mas foi uma ótima leitura, demorada porém no melhor estilo Suzanne Collins e eu vou demorar para me recuperar desse estrago.


Resenha

Três dia. Foi isso que eu levei para ler Sete Vidas das queridissímas fofas e super incentivadoras, Mônica e Monique : ) Devo admitir que depois de ter me perguntado várias vezes por que ainda não tinha virado uma série ou filme eu finalmente terminei o livro com uma opinião certa sobre ele. Sete Vidas PRECISA TER UMA ADAPTAÇÂO ( ou não pode ser que estrague, enfim. Eu o que eu acho ) e devo desculpa as meninas por ter demorado tanto para terminar – comprei no ultimo dia da bienal e hoje já são 22 – e parabenizar porque o livro É MUITO BOM, tão bom que assim que eu cheguei em casa e fui guardar as tão sonhadas e demoradas compras, fui assaltada, calma, foi pelo pessoal aqui de casa, minha mãe foi a primeira a raptar alguns livros ( Nosso Lar e Sete Vidas ), tive que esperar. Fazer o quê, mas vamos deixar isso pra outro e dia e vamos falar do livro ?

   O livro começa “baseado” na amizade de três encrenqueiras, duas na verdade. Kaleigh – falando nisso adorei o nome ) e Aprilyne, Claire é mais a consciências das três irmãs e é aí que a coisa começa a ficar legal. Angelique – eu sabia que eu gostava dela – é a “vilã” dessa parte da história e eu me divirto com isso, até o termino da aposta ( isso é spoiler não, né ? ) eu estava bem tranquila e aproveitando, achei que a leitura seguiria esse curso porque o livro é fininho – Ah, como eu estava errada – e segui a leitura, que aliás prende até segunda ordem, ou seja, não leia de noite nem com barulho de espécie alguma, você vai se arrepender por isso. Quando ela vai fazer o que ela tem que fazer, ela encontra o que ela e nem eu esperávamos e eu parei de ler, esse foi o primeiro dia lendo e pensei comigo, Já era.É de terror. Não rola mais ler e resolvi ir dormir. No dia seguinte ( Terça Feira, dia 20 ) resolvi carregar ele pois iria passar o dia todo fora, respirei tomei coragem e disse é tudo ou nada. Afinal de contas eu não sentiria medo de fantasmas ou afins em plena luz do sol, só que eu não esperava dar com a cara na parede e descobrir que o livro é sobre uma mitologia que eu gosto muito. Daí pra lá, a cada parágrafo eu soltava um suspiro ou falava – gritava na verdade – coisa, o que deixou minha irmã e meu pai bem … curiosos ? Eu não esperava nada do que aconteceu e sinceramente eu AMEI o final mesmo tendo ficado em um vácuo muito sério. Fiquei triste que a Claire e Kaleigh não apareceram mais, eu gostava delas, do trio na verdade era bem engraçado – eu até pensei que as três séria adotadas juntas – e o que eu imaginei que poderia acontecer dá uma lista bem diferente. Simplesmente adorei a parte “romântica” do livro, sem várias opções, sem enrolação, tá que eu gosto de ter mais de uma opção porque a cada hora, mesmo sem perceber você torce para um ou o outro mais está ficando chato e repetitivo – mesmo eu tendo escrito várias coisas parecidas – mais foi muito bom, o Ian é fofo ao cubo e eu não me importaria de cair de um penhasco para ele me salvar – exagerada eu ! – … Espero sinceramente que tenha o segundo em breve porque eu aprendi com certos livros – obrigada Jogos Vorazes – que as vezes é melhor enrolar até ter o final ou a continuação senão você pira na maionese ou seja, ainda não terminei de ler em chamas e esse é um assunto para outro dia. Obrigada Underworld e obrigada Mônica e Monique – fiquei tão nervosa que eu nem lembrei de tirar nem nada e também nem sei se podia. Não faz mal, 2013 nós vemos de novo com o lançamento da continuação ; ) – E eu nem sei que livro eu vou ler agora, estou órfã. Já estou com a pirâmide vermelha mais esse aí eu só vou ler quando tiver o trono de fogo na mão porque passar sufoco e ficar órfã tem limite. – Estou com um problema sério sobre trocar de assunto. Preciso parar com isso. –